Fratura do ombro – úmero proximal

Já publiquei alguns casos de fratura do úmero que exigiram tratamento cirúrgico . Hoje,  mostro um caso que ilustra o que é o mais comum , ou seja, uma fratura com pequeno desvio e que não necessita operação. Trata-se de uma paciente de 55 anos , fisioterapeuta , que caiu e bateu o ombro . As radiografias  evidenciaram uma fratura na parte superior do úmero , com pequeno desvio . O tratamento inicial consistirá de repouso com uma tipóia por cerca de 4 a 6 semanas e analgésicos. Após este período será necessária uma reabilitação fisioterápica para recuperar a movimentação do ombro.

Outra fratura de úmero – tratamento cirúrgico

Atendi anteontem um paciente de 17 anos que se machucou praticando kung-fu e se queixava de dor na região do cotovelo. Ao exame apresentava dor no braço e limitação para mexer o cotovelo . Solicitei uma radiografia que evidenciou a fratura abaixo :

Fiz uma tentativa de redução incruenta ( colocar a fratura numa posição alinhada , sem cirurgia ) , mas a fratura ainda se mantinha desalinhada .Desta forma , propus a cirurgia para alinhamento da fratura e sua estabilização com uma placa e parafusos . O resultado da cirurgia realizada ontem  pode ser obervado nas radiografias abaixo :

O acesso que usamos foi o acesso posterior , através do músculo tríceps , identificando e protegendo o nervo radial , conforme mostram a figura e o vídeo abaixo :

Aqui você pode observar um outro caso que também precisou de cirurgia para o úmero .