Início » Medicina Esportiva » Entorse do tornozelo e lesão ligamentar

Entorse do tornozelo e lesão ligamentar

Uma das lesões mais comuns com que o ortopedista se depara no pronto-socorro é o entorse de tornozelo . Um torção pode apresentar-se de diversas maneiras e pode causar diferentes danos nas estruturas desta região . Pode acometer apenas os ligamentos , pode afetar os ossos causando fraturas , pode causar uma lesão na cartilagem e em alguns casos mais sérios pode lesar estruturas vasculares e nervosas.

Neste post vou me ater  ‘as lesões ligamentares e vou exemplificar esta lesão com uma situação dramática que acometeu ” nosso hermano Messi ” ano passado . Sofreu uma entrada criminosa do beque e as imagens e o vídeo abaixo mostram a gravidade da lesão :


O que mais surpreendeu neste caso foi a rápida recuperação que o jogador teve . Depois de 2 semanas de afastamento , ele voltou a jogar os 90 minutos e até fez um gol na partida Barcelona x Mallorca .  Certamente que a sua estrutura física ajudou nesta reabilitação , mas acredito que a fisioterapia corretamente aplicada teve papel decisivo no sucesso deste tratamento . Muitas vezes os pacientes relatam ter feito 20 ou 30 sessões de fisioterapia sem melhora do quadro de dor . Mas , quando perguntamos com mais detalhes como foi executada a fisioterapia, descobrimos que ela não foi bem executada.

O tratamento deve ser individualizado , levando-se em conta diversos aspectos , como a atividade esportiva do paciente , a sua idade , o seu biotipo , o histórico de entorses pregressos , entre outros.

Normalmente , numa fase inicial ,  imobilizamos de alguma forma o tornozelo, orientamos o uso de gelo local e medicamos com analgésicos e anti-inflamatórios. A fisioterapia precoce e a resposta individual de cada paciente, supervisionado pelo médico e fisioterapeuta , determinarão o tempo deste tratamento e o momento certo de retorno ao esporte ou as atividades cotidianas.

A lesão ligamentar isolada , num primeiro momento , raramente requer um reparo cirúrgico . Reservamos esta opção para aqueles casos de instabilidades crônicas , com grande frouxidão residual e que não obtiveram boa resposta diante de um tratamento conservador.

Em alguns casos , podemos também usar tornozeleiras para prevenir a ocorrência ou repetição de um entorse.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s