Início » Fraturas » Fratura da perna ( tíbia e fíbula ) – tratamento cirúrgico

Fratura da perna ( tíbia e fíbula ) – tratamento cirúrgico

Abaixo mostro um caso que atendemos esta semana . Trata-se de uma senhora de 65 anos que teve um entorse do tornozelo , evoluindo com muita dor , deformidade na região da perna e incapacidade de apoiar este membro no chão. A radiografia abaixo ilustra o diagnóstico : uma fratura dos  ossos da perna , incluindo a tíbia (maior desvio)  e a fíbula ( menor desvio ) . Discutimos as opções de tratamento ( gesso ou  cirurgia ) e optamos pelo tratamento cirúrgico , consentido pela paciente e sua família .

Fratura com desvio da tíbia ( osso maior ) e da fíbula ( praticamente sem desvio)

A cirurgia realizada consistiu na  redução da fratura da tíbia ( correção da deformidade e alinhamento dos fragmentos ) e estabilização das fraturas com 2 tipos de materiais :

– na tíbia : haste intra-medular bloqueada , que é um pino que fica dentro do canal medular ( espaço interno dos ossos longos ). É introduzida na região do joelho , abaixo da patela e é bloqueada com parafuso acima e abaixo da fratura ;

– na fíbula: placa tipo ponte  , com parafusos.

A radiografia pós-operatória pode ser vista abaixo :

tíbia alinhada com haste intramedular e fíbula com placa ponte

A cirurgia garante uma chance aumentada de consolidação óssea numa boa posição , permite uma descarga de peso mais precoce , além de ser mais confortável , evitando o uso de um gesso longo e pesado por um período prolongado. Apresenta , por outro lado , a chance de infecção pós-operatória , complicações anestésicas e um custo mais alto do tratamento . Além disso, demanda um conhecimento especializado e experiência do cirurgião ( existem muitas cirurgias mal realizadas e os resultados podem ser catastróficos ! )   . São estas as ponderações que devem ser colocadas diante de um caso como este . E o médico , junto com o paciente, decidirão o que fazer.

25 pensamentos sobre “Fratura da perna ( tíbia e fíbula ) – tratamento cirúrgico

  1. Boa noite Dr. Eduardo Neri ,

    Sou atleta de futebol e a quase 2 anos atrás sofri uma lesão idêntica a essa ilustrada. Porém com o passar do tempo comecei a sentir uma dor no tendão patelar, por exemplo quando inicio o exercício na cadeira extensora com uma carga leve já aparece a dor. Com isso gostaria de saber se há algum método de recuperação total do joelho ou até mesmo um paliativo para que eu possa voltar a jogar futebol definitivamente.

    • talvez vocÊ tenha desenvolvido uma tendinite patelar . se esse for o caso , existe tratamento específico para que você se recupere , provavelmente através de fisioterapia. converse com seu médico a respeito e boa sorte !

  2. Oi sofri uma fratura 2 semanas atrás qase igual a essa só que fraturei a tibia e a fibula .. vou operar agr na próxima semana gostaria de saber se após a cirurgia a dor diminui ou aumenta .. ? pq agr ela esta so com uma tala e toda vez que eu alguem tenta me mudar de lugar dói demais obbbg aguardo respostas Abraxss

  3. eu nodia 16/09/2012 tive uma queda onde fraturei a tíbia, onde tive que fazer cirurgia e colocar uma placa com 7 parafusos, o médico disse que teria que ficar no mínimo 40dias de repouso sem colocar o pé no chão. Depois da cirurgia senti poucas dores, porém o médico pediu 60 a 90 dias de recuperação depois só iniciar a fisioterapia e voltar a andar aos poucos. Mas tendo paciencia e fé em deus tudo sera resolvido.

  4. Olá DR. Meu pai, 85 anos fraturou a fíbula. Fez cirurgia dia 05/09/12, foi colocado uma placa com 06 pinos, sendo q o médico falou que com + ou- dois meses um deles seria retirado, realmente é necessário ou pode ficar sem tirar? Também ele (meu pai) por conta própria retirou a bota gessada, terá algum problema? A cirurgia externamente tá ótima.
    Obrigada! Parabéns pelo site.

    • As vezes , colocamos um parafuso que “pega” os dois ossos do tornozelo , chamado de parafuso da sindesmose. As vezes é necessária a sua retirada , antes de colocar carga ( apoiar ) o membro operado . É uma decisão do cirurgiao , bem como a retirada da bota . Boa sorte .

  5. Dr. Eduardo. No sábado (dia 17/11/2012) minha mãe foi submetida a uma artroplastia total de joelho esquerdo. Após a cirurgia, o cirurgião informou que ocorreram duas intercorrências: 1) a colagem pelo cimento se deu com um certo desalinhamento. 2) a paciente sofreu uma fratura no femur.
    O cirurgião indicou imobilização total da perna, dizendo que ela não poderá colocar o pé no chão por 45 dias. Também disse que durante esses 45 dias, ela não fará fisioterapia, ficará apenas em casa, e alguém pode fazer diariamente um movimento na patela (para não perder a mobilidade).
    Sinceramente, achei isso tudo muito estranho, pois antes da cirurgia ele havia nos dito que no dia seguinte ela já poria o pé no chão e moveria a nova articulação, para evitar problemas na prótese.
    Não sei se as orientações do cirurgião estão pertinentes (achei muito estranho ele dizer que ela ficará por 45 dias apenas em casa, sem fisioterapia). Desculpe se estou equivocada.
    Gostaria de saber se devemos pedir a opinião de outro médico.
    O que pode acontecer se a paciente colocar o pé no chão e movimentar a prótese? As orientações do médico são pertinentes com os procedimentos normalmente adotados?
    Meu e-mail: anagrazi88@gmail.com
    Agradeço seu esclarecimento.

    • ola ,
      existem algumas complicações que podem ocorrer durante a cirurgia de protese do joelho . quando realizamos a cimentação ou os cortes osseos para implantação da protese , pode haver uma fratura , muitas vezes relacionada a osteoporose local ( osso muito fraquinho ) . Me parece que foi essa a situação que ocorreu com sua mae. NEsta situação , realmente a conduta se modifica em relação ao que foi inicialmente planejado , pois o osso fraturado precisa colar e se houver movimento inadequado ele poderá desviar. Assim , entendo a posição dele em retardar a fisioterapia diante desta nova situaçao. Em relaçao a opinião de outro médico , fica a cargo de voces da familia . talvez seria prudente o médico ve-la mais vezes e radiografa-la em intervalos de tempo para constatar que o osso esta colando adequadamente. boa evolução !

  6. Tive uma fratura na Tibia e na Fibula foi colocado 1 platina em cada membro e 5 parafusos na tibia e 6 na fibula. Ja se passaram um ano ja voltei com minha atividades normais cmo jogar futebol mas estou limitado. Não sinto dor alguma é necessário q eu retira as platinas ou alguins parafusos. Obs. O parafusos da fibula não estão ligados a Tibia. Obrigado!!

  7. olá..fraturei a tíbia e a fíbula nas proximidades do tornozelo e fiz a cirurgia após um mês e alguns dias dpois do acidente, pois o ortopedista d primeiro atendimento só engessou e mandou aguardar, e agora procurei outro ortop. e era mesmo cirurgico..por ter perdido tempo posso ficar com sequelas? e em quanto tempo posso voltar a andar normalmente?

    • o ideal é operar logo nos primeiros dias , mas se a cirurgia foi bem realizada , é possível de vc ter um bom resultado final. algumas perguntas somente seu medico para responder. boa sorte.

  8. Olá! Sofri um acidente no dia 20 de setembro de 2012 onde tive fratura distal de tíbia e fíbula. Foi feita uma cirurgia onde foram colocadas placas em ponte nos dois ossos. A recuperação correu normalmente, já fiz 40 seções de fisioterapia e estou andando sem muletas a uma semana. Mas há um problema: Meu pé ficou com uma rotação externa que eu considero muito elevada, em torno de 10 graus, o médico disse que é normal ficar essa rotação nesse tipo de cirurgia e que não irá me atrapalhar em nada. Só que já está atrapalhando no dia a dia… tentei andar de bicicleta e não consigo pois a rotação impede que eu pedale com a ponta do pé. Realmente é normal essa rotação? Será que somente com fisio e exercícios ela irá diminuir? Muito obrigado!

    • as vezes pode ocorrer algum pequeno desalinhamento , dependendo da fratura. isso pode ou não ser corrigido na cirurgia, mas apos a fixação da fratura com as placas e parafusos , é improvável que ocorra a correção naturalmente ou atraves de fisioterapia. ou o paciente aceita a situação , ou provavelmente outra cirurgia seria necessária para correção.

  9. oi sofri um acidente de moto no dia 10 de dezembro de 2012 no qual tive fratura exposta na tibiafaço uso de fixador externo mas vou faser a retirada dele no dia 19 de fevereiro de 2013 pois a fratura nao consolidou vou ficar 3 semanas com tala e depois outra cirurgia para colocaçao de platina è possivel ficar com encolhimento na perna ou alguma outra dificuldade em caminhar ou me exercitar?

    • este procedimento de conversão de fixador externo para interno é comum . se a ciruurgia for bem sucedida , acredito que terá uma boa evoluçaõ , mas deve seguir rigorosamente as orientações de seus médicos .boa sorte

  10. Olá, boa noite.
    Meu marido sofreu uma fratura exposta de tíbia muito semelhante a essa da imagem, em minha opinião. Operou essa semana e colocou uma haste como a da imagem só que com um pino a mais na região do tornozelo, um pino que na vertical. Isto pode ser porque a lesão também atingiu a região do tornozelo? Desde já agradeço.

    • Prezado Dr. Eduardo,

      muito obrigado pelo retorno!

      att

      Em 13 de fevereiro de 2013 08:39, Ortopediasp – Dr. Eduardo Neri – Ortopedista , Fraturas e Medicina Esportiva escreveu:

      > ** > Maria comentou: “Ol, boa noite. Meu marido sofreu uma fratura exposta > de tbia muito semelhante a essa da imagem, em minha opinio. Operou essa > semana e colocou uma haste como a da imagem s que com um pino a mais na > regio do tornozelo, um pino que na vertical. Is” >

  11. Prezado Dr. Eduardo, sofri uma entorse no tornozelo com o deslocamento parcial do osso. Fui atendido em uma UPA no interior de MG que fez imobilização com tala. Posteriormente fui a um hospital de urgência para consulta com um especialist de plantão maior para checar como estava o pé, no segundo raio x o osso estava retornando ao lugar. Em seguida retornei para o município de apoio regional e fiz nova consulta em que se verificou que o osso havia retornado ao lugar, entretanto, ao me queixar de dor e fisgada na panturrilha, fui solicitado a fazer outro raio x, que demonstrou que eu havia fraturado a fíbula. No raio x o osso parece estar no lugar e a fratura na fíbula em diagnonal e sem deslocamento do osso. Minha pergunta é, se seria necessário algum procedimento cirúrgico e se é comum febre baixa (37,5-37,7) nos primeiros dias. E a segunda é se corro algum risco de embolia gordurosa. Aguardo retorno, obrigado

    • Se a fratura tem pouco ou nenhum desvio , seu médico poderá conduzir o caso sem cirurgia , com gesso ou com bota tipo robofoot . Pelo hematoma que ocorre nas fraturas ,em alguns casos um febrinha pode aparecer . A chance de embolia gordurosa neste tipo de fratura é muitíssimo rara , ela acontece mais em casos de fraturas de grande energia e predominantemente nas fraturas do fÊmur ( mesmo nessa fratura não é uma ocorrÊncia comum ). Boa sorte !

  12. MEU FILHO DE 10 ANOS FRATUROU DIA 25/12/12 A TIBIA E FEZ CIRURGIA DIA 27/12/12 ONDE FOI COLOCADOS 5 FIO KITCHEN E ENGESSADO ATÉ EM CIMA NA COXA. O MEDICO PEDIU 60 DIAS COM GESSO SEM PISAR E RETORNA PARA VER POSSIBILIDADE DE COLOCAR UMA BOTA 30DIAS. MINHA DUVIDA SE ESSA BOTA PODE PISAR? OU SEJA QUANDO ELE VOLTARA ANDAR? VAI PRECISAR FISIOTERAPIA? E O FIO TIRAR QUANDO?
    ESTOU MUITO PREOCUPADA POIS ELE ESTA MUITO TRISTE SEM PODER ANDAR…ME AJUDA TIRAR ESSAS DUVIDAS DOUTOR.
    MUITO OBRIGADA FICA COM DEUS

    • depende de como a radiografia mostrar a calcificação óssea , pode ser que o médico permita a carga parcial ou pode ser que ele ainda limite o apoio do pé . somente seu médico pode lhe orientar a conduta mais pertinente . boa sorte !

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s