Barulho no joelho – joelho estalando – alguns conceitos

Uma queixa frequente que aparece nos consultórios dos ortopedistas é o barulho no joelho . O barulho no joelho , presente quando a pessoa anda, corre , agacha , se levanta de uma cadeira , sobe ou desce escadas , entre outros movimentos,  pode estar acompanhado ou não de dor . Pode também vir acompanhado de inchaço ou de episódios de falseio . Refletindo nossa riqueza e diversidade linguística , outros termos que ouvimos no consultório são : estalos , estralos, rangido , crepitação , “crec-crec” .

Está relacionado principalmente ao atrito que existe entre a patela e o fêmur , como visto nos vídeos abaixo , mas pode ser decorrente de outros “atritos internos do joelho “.

Algumas causas  possíveis destes ruídos são : alterações na cartilagem ( fissuras , afilamentos , corpos livres ) , lesões meniscais ( calcificações , flaps, menisco lateral  discóide ) , sinovite ( plica patelar ) , doenças reumática ( condrocalcinose ) .

O tratamento vai ser baseado no tipo de doença , podendo incluir medicamentos , fisioterapia, exercícios específicos, infiltrações e até cirurgia  . De uma forma geral , valorizamos mais o barulho quando vem associado a outro achado , principalmente a dor .  E , muitas vezes , quando solucionamos ou diminuimos a dor após o tratamento , o barulho pode persistir   .

Plica sinovial do joelho

A plica sinovial é uma dobra ou prega normal da membrana sinovial  ( tecido que envolve a articulação do joelho e produz o líquido articular ) que se projeta para dentro da articulação. Ela se localiza na parte interna do joelho (região medial ) e abaixo da patela ou rótula . A plica é característica do estágio embrionário e  , durante o desenvolvimento,  costuma ser absorvida  pela cápsula articular. Em uma boa parte das pessoas  isso não ocorre , permanecendo na vida adulta .

Plica

Quando a plica sofre um processo inflamatório,  ela pode ficar mais espessa , causando desconforto e dor . Esta irritação normalmente é secundária a um esforço aumentado , como excesso de atividades físicas , ou por um traumatismo na região do joelho . Os sintomas são de inchaço do joelho , dificuldade para fletir completamente a articulação e dor .

O diagnóstico é feito pela história, pelo exame físico que o ortopedista faz e confirmada pela ressonância magnética.

plica1

ressonância mostrando derrame articular e plica medial entre o fêmur e a patela

O tratamento inicial envolve o repouso da articulação , uso de antiinflamatórios, gelo local e punção do inchaço ( derrame articular ) . O médico também pode fazer uma infiltração com corticóide .

Naqueles casos em que as crises de inchaço e dor são recorrentes , a cirurgia por artroscopia pode ser indicada. Nesta , a plica é removida por um aparelho chamado shaver. E , desta forma, a chance de resolver em definitivo o problema é grande. Abaixo vemos um vídeo de uma artroscopia realizada para retirada da plica.