Prótese da cabeça do rádio – 5 anos de pós operatório

A fratura da cabeça do rádio , na maioria das vezes , é de tratamento não cirúrgico . Quando a fratura ocorre sem que os fragmentos estejam desalinhados ou distantes da posição normal , o tratamento com um período de gesso ou tipóia , seguido de uma fisioterapia adequada , tem um bom resultado . Normalmente o paciente fica sem dor e os movimentos voltam à normalidade.

Quando ocorre uma fratura com alguns fragmentos que se deslocam ou quando o osso se despedaça  , uma cirurgia pode ser necessária.  Em alguns casos conseguimos remontar o osso , fixando os pequenos fragmentos à posição normal com delicados parafusos . Em outros casos , a reconstrução não é possível e uma substituição da cabeça do rádio é feita com a implantação de uma prótese . Foi o que fiz neste caso . A paciente foi operada há cerca de 5 anos , retornou comigo recentemente para avaliar uma outra queixa ( dor no joelho ) . Aproveitei para fazer uma revisão de como estava seu cotovelo e pude constatar uma articulação praticamente normal , sem dor e boa movimentação , como demonstra o vídeo abaixo , seguido das radiografias atuais.

img_2223img_2222

protese-da-cabeca-do-radio

Anúncios

Bursite – o que é e onde ocorre ?

Um dos nomes mais conhecidos na ortopedia é o da bursite , que é utilizado quando a bursa está inflamada . A bursa é uma bolsa presente em algumas articulações , preenchida por liquído e que tem a função de facilitar o deslizamento de tendões na articulação e também proteger proeminências ósseas . Atua como uma “almofada “. Encontramos bursas em diversas juntas , sendo as mais importantes : ombro , quadril , cotovelo , joelho , tornozelo e pé ( hálux ou “dedão”) .

Existem várias causas para ocorrer uma bursite : excesso de movimentos , traumas , infecção , processos reumatológicos e gota.

Abaixo mostro algumas figuras que ilustram alguns tipos de bursite :

Bursite do joelho

                     

Bursa do quadril

Bursite do ombro

Bursa do cotovelo

O tratamento da bursite deve ser individualizado , já que as causas são diversas . Medicamentos , fisioterapia, repouso , gelo e até cirurgia podem ser necessários , após a correta avaliação do ortopedista .Não muito tempo atrás , quase todas as dores do ombro ( rupturas dos tendões do manguito rotador, tendinite , capsulite ) eram chamadas de bursite e isso certamente levava a falhas de tratamento . Isso também vale para o quadril : algumas vezes , o que tratávamos como bursite , na verdade era um atrito da cabeça do fêmur com a bacia ( impacto fêmoro-acetabular ) e as queixas persistiam com o tratamento errado . É uma regra básica da medicina : com o melhor entendimento da doença , com o diagnóstico preciso e o tratamento adequado ,os melhores resultados aparecem .