Dores no pescoço e uso de celular

Todos nós usamos telefones celulares . Todos os dias  e praticamente o dia todo . E o usamos não propriamente como telefone,  grudado ao ouvido , mas como um smartphone , lendo ou teclando nos diversos aplicativos disponíveis.  E este excesso de uso já vem causando problemas ortopédicos muito frequentes  em todas as faixas etárias . Além das tendinites e tenossinovites nos dedos das mãos e punhos , uma região que também vem sofrendo com esta atividade moderna é a região cervical . A procura por um ortopedista em relação a este problema tem aumentado.

Veja a figura abaixo :

 

Ela mostra que dependendo da inclinação do pescoço , o peso da cabeça “aumenta” , ou seja , a força aplicada na região cervical vai aumentando conforme vamos fletindo o pescoço , chegando a incríveis 27 kg quando estamos com 60 graus de flexão .  Isso vai colocando um stress grande sobre as vértebras , discos intervertebrais e músculos  . E este processo , no longo prazo , pode causar prejuízos graves. Inicialmente podemos sentir um leve desconforto local . Depois uma dorzinha de cabeça pode aparecer , torcicolos , contraturas ou outros sinais podem também ocorrer.  Em casos mais graves , degenerações dos discos ou hérnias discais dolorosas e incapacitantes podem surgir .

Assim , a informação é a primeira arma para evitar distúrbios mais sérios.  O auto policiamento , corrigindo posturas viciosas , é fundamental . Uma cadeira confortável também ajuda  . A angulação dos olhos , diminuindo a sobrecarga sobre o pescoço , também pode ser modificada . Exercícios de alongamentos  e fortalecimento desta região também devem ser rotineiramente realizados. E , acima de tudo , bom senso : como quase tudo na vida , o excesso deve ser combatido !

 

O nervo ciático : alguns conceitos sobre a dor ciática e seu tratamento

O nervo ciático é o nervo mais famoso da Ortopedia , talvez o nervo mais citado na Medicina.  É o  maior nervo do corpo , tem sua origem  na região lombar e  se prolonga até os pés . Também chamado de nervo isquiático , sua fama deve-se aos processos inflamatórios e compressivos que o atingem , causando uma dor bastante desconfortável , conhecida por dor ciática .

 ciatico

O nervo ciático é um nervo misto , com um componente motor ( inerva músculos dos membros inferiores que mexem as pernas e pés ) e outro componente sensitivo ( responsável pela sensibilidade da pele ) . Assim , quando ele é acometido por um processo inflamatório , pode gerar dor , formigamento ( parestesia , para nós médicos ortopedistas ) ou alteração  na força motora ( dificuldade para fazer um movimento ) .

O nervo pode ser comprimido em vários níveis, desde o canal vertebral , na região do forame intervertebral ( espaço entre as vértebras por onde saem as raízes nervosas da medula ) ou em qualquer nível do seu trajeto ( ele passa entre músculos e fáscias  ) . Os dois sexos são acometidos numa frequência parecida . Com o avançar da idade , mais frequentemente o nervo ciático é irritado , por conta dos desgastes  entre as vértebras , pela menor elasticidade muscular , pelas deformidades que vão atingindo a coluna vertebral e outras articulações . A pessoa com peso acima do ideal também tem muito maior probabilidade de ser acometida por uma dor ciática.

As principais causas de irritação do nervo ciático são :

-problemas nos discos intervertebrais , desde protusões até hernias de disco ;

-traumas que atingem a região lombar , incluindo fraturas da coluna ;

-estenose do canal vertebral : estreitamento do túnel por onde passa a medula – normalmente ocorre em pessoas de mais idade ;

-espondilolistese : escorregamento entre vértebras vizinhas ;

-tumores ;

-síndrome do piriforme : contratura de músculo na região posterior do quadril , o nervo ciático pode ser comprimido quando este músculo fica irritado ;

-esforços físicos intensos , como carregar pesos exagerados , com exagerar em atividades como corrida ;

-sobrepeso .

O diagnóstico é feito pelo ortopedista através da história , do exame físico e através de exames complementares  como radiografia , tomografia e ressonância magnética. A dor , que se inicia na região lombar , irradia para a parte posterior da coxa e da perna, podendo atingir o pé , é o ponto central do diagnóstico.

O tratamento deve ser dirigido para a causa da irritação . O tratamento pode envolver : repouso , analgésicos , anti-inflamatórios , corticóides , fisioterapia , acupuntura, rpg , perda de peso e até cirurgia em casos selecionados.

Dor nas costas e ortopedia – o que é importante saber

A queixa de dor nas costas está entre as condições médicas mais comuns , está paro o ortopedista como a gripe está para o clínico geral . Felizmente, os pacientes devem entender que a maioria dos episódios de dor nas costas vai ser resolvida sem maiores complicações . E , geralmente, dentro de algumas semanas.

Compreender a causa da sua dor nas costas é a chave para o tratamento adequado. Como a dor nas costas às vezes é difícil de tratar, uma melhor compreensão da causa da sua condição vai ajudar na sua recuperação.

 Causas de dor nas costas:

0) Sobrepeso e sedentarismo : são na minha opinião os principais motivos que geram as dores da coluna e desencadeiam os fatores abordados abaixo . Sendo assim , no tratamento destas dores , a pessoa normalmente terá de perder peso e terá de fazer alguma atividade física  ;

1) Dores musculares :tensões musculares são a causa mais comum de dor lombar. Pacientes podem ou não se lembrar do evento inicial que desencadeou o seu espasmo muscular, mas a boa notícia é que a maioria dos episódios de dor nas costas devido a tensões musculares resolver-se-á completamente dentro de poucas semanas.

 2) Hérnia de Disco : Um disco intervertebral roto, também chamado de hérnia de disco, é outra causa comum de dor nas costas. O tratamento de uma hérnia de disco depende do indivíduo e da situação.

3) Dor discogênica (discopatia) :dor nas costas de origem discogênica é o resultado de dano ao disco intervertabral, mas sem hérnia de disco . O diagnóstico de dor nas costas discogênica pode exigir a utilização de uma ressonância .

4) Estenose da coluna vertebral : a estenose espinhal provoca dores nas costas geralmente na população idosa. À medida que envelhecemos, o canal medular pode se tornar restrito, em parte devido à artrite e outras condições. Se o canal vertebral torna-se demasiado apertado, a dor nas costas poderá aparecer.

5) Artrite ou artrose da coluna lombar : a artrite mais comumente afeta as articulações, como joelhos e dedos. No entanto, a artrite pode afetar qualquer articulação do corpo, incluindo as pequenas articulações da coluna vertebral. A artrose da coluna vertebral pode causar dor nas costas com o movimento. Conhecida popularmente como ” bico de papagaio” .

6) Espondilolistese :a  espondilolistese causa dor nas costas porque as vértebras adjacentes tornam-se instáveis e começam a “escorregar”. A causa mais comum de espondilolistese é devido a alterações degenerativas causando danos nas estruturas estabilizadoras normais da coluna vertebral. Se a coluna se torna instável o suficiente, a dor nas costas podem se tornar um problema.

7) Osteoporose : a osteoporose pode causar uma série de problemas ortopédicos e desconforto generalizado. A dor nas costas relacionada a osteoporose ocorre por fraturas de vértebras que são comprimidas . A osteoporose torna os ossos fracos e pode levar a estas fraturas.